quinta-feira, 9 de junho de 2011

O sonho louco do querer.



Você é um batuque vagabundo e belo enquanto eu quero ser apenas uma voz bonita para cantar docemente. Não no meio do vento, mas em seu ouvido. Por ora me sinto como um mar infinito e em mim cabe tudo: um tsunami de sentimentos, do desejo a insegurança.

Enquanto admiro aquele teu jeito simples, tenho certeza: foi ele que me conquistou. Quisera eu ser a menina com a flor no cabelo para quem você diria amém.

Então, decido arrancar de você uma razão para que eu não dê fim nesse desejo – quero crer na dúvida.

Se você se ligasse na parada eu desperdiçaria meu batom com beijos desalmados, por uma noite. Fingiria nem ligar que o dia estivesse acabando, mas xiringaria superbonder, para que nós dançássemos e bebêssemos e quando o dia amanhecesse você ainda estivesse lá, a milanesa de superbonder comigo.

Prometeria até chicotes e pregos, giletes e facas. Seria sua plaina, sua moça. Francesa ou não. Daria qualquer motivo de alegria para te fazer girar, morder ou sangrar. Te faria ver estrelas, as goteiras do teu telhado ou o delírio do teu prazer. Você poderia até encher o copo, mas não iria desejar que a escuridão passasse. 

Iríamos dançar no céu, adoraríamos os anjos terríveis. Coisas e lugares onde esqueceríamos nossa sensatez.

E depois do décimo terceiro mês, não desejaria nenhuma chuva, nenhuma pedra, nenhuma fila. Tatuaria uma borboleta de estrelas pretas no peito e diria que ser feliz é não querer te ter para sempre. Aqueles momentos seriam suficientes e eternos. 

Mas acabar com você ou não será só consequência do sonho louco que tanto quero.

10 comentários:

  1. que lindo! ai ai...

    ResponderExcluir
  2. Carregado de influências da Validuaté, que fizeram desse texto mais belo. Ficou muito bom e intenso! beijos! ;*

    ResponderExcluir
  3. meu orgulho ♥
    /lucasbenedito

    ResponderExcluir
  4. Texto com cara (jeito?) de um amor que não é só pra dizer. É nada!

    Muito legal!'

    ResponderExcluir
  5. Rapaz... É a Arielly... Pronto...

    ResponderExcluir
  6. Olha, estou completamente FASCINADO por esse seu texto a la Validuaté!

    MT BOM MESMOOOOO!!

    Já estou te seguindo!

    Bjão!!!

    ResponderExcluir
  7. Vou lendo e as músicas vão passando pela minha cabeça. Momentos lindos que passamos juntas, onde a trilha sonora foi a Validuaté, o último regado de muita cerveja, você me dando um banho da mesma. Teu texto mais lindo. /Adivinha ;*

    ResponderExcluir